Quem inventou o copo Stanley? Descubra

Nos últimos anos, o mercado de copos e garrafas térmicas foi completamente transformado por um fenômeno que se tornou referência no setor e um item de colecionador: os copos Stanley.

Esses recipientes prometem preservar a temperatura das bebidas por horas, proporcionando um consumo mais agradável de líquidos quentes ou frios.

Receita bilionária em 2023

Inventor do copo Stanley tem seu nome no item – Imagem: Reprodução

Com uma receita de US$ 750 milhões em 2023, o que seria cerca de R$ 3,7 bilhões, a marca continua em alta, tanto dentro quanto fora das redes sociais. Porém, poucos conhecem a história por trás desse produto.

O copo Stanley, com toda sua tecnologia e as primeiras versões do copo térmico mais famoso do mundo, foi criado por William Stanley Jr., um engenheiro eletricista, inventor e empresário norte-americano nascido em Nova York em 1858.

Após uma educação de alto nível na Universidade de Yale, William inicialmente seguiu um caminho que o levaria ao campo do Direito, mas logo descobriu sua verdadeira paixão nos experimentos no campo da eletricidade.

Copo Stanley é um sucesso e gera receita bilionária – Imagem: Reprodução

Seu primeiro emprego como eletricista foi em fabricantes de teclas de telégrafo e alarmes de incêndio. Eventualmente, William começou a trabalhar na Hiram Maxim, uma marca importante na indústria de equipamentos elétricos.

Mais tarde, ele desempenhou um papel fundamental no desenvolvimento do motor de indução por corrente alternada na Westinghouse Electric Company.

Com o tempo, William Stanley Jr. se estabeleceu como um especialista em lidar com eletricidade, soldagem e isolamento.

Ele experimentou a ideia de abrir a própria empresa no setor de serviços e equipamentos elétricos em Pittsfield, Massachusetts, onde passou o resto de sua vida.

Em 1890, fundou oficialmente a Stanley Electric Manufacturing Company, que, uma década depois, foi adquirida pela General Electric.

Após a década de 1910, Stanley começou a se afastar da indústria elétrica, focando em experimentos e patentes em outras áreas.

Em 1913, recebeu a patente de uma garrafa térmica isolada a vácuo, feita de metalum dos inventos mais famosos de sua carreira.

Embora tenha falecido em 1916, sua criação, a Stanley Bottle Company, continuou a comercializar os produtos.

Projeto do copo Stanley é sucesso até hoje – Imagem: Reprodução

Após sua morte, a empresa passou por várias mudanças de propriedade e expandiu sua linha de produtos, incluindo copos térmicos e outros acessórios.

Sob nova gestão, os copos Stanley se tornaram populares internacionalmente, sobretudo no Brasil, onde foram adotados para o consumo de mate, chimarrão e bebidas geladas.

O reposicionamento de marketing na década de 2010 revitalizou a marca, levando à popularização de novos produtos, como o copo Stanley Quencher, lançado em 2016.

Hoje, o produto não é apenas utilitário, mas também é um acessório de moda e estilo de vida, refletindo o legado do visionário William Stanley Jr. e sua contribuição para a indústria de isolamento térmico.

Fuente