Policial de Rhode Island e filhote de abrigo se unem para resgate e renovação: 'Eles podem alcançar grandes coisas'

Cadastre-se na Fox News para acessar este conteúdo

Além de acesso especial a artigos selecionados e outros conteúdos premium com sua conta – gratuitamente.

Por favor insira um endereço de e-mail válido.

Ao inserir seu e-mail e clicar em continuar, você concorda com os Termos de Uso e a Política de Privacidade da Fox News, que inclui nosso Aviso de Incentivo Financeiro. Para acessar o conteúdo, verifique seu e-mail e siga as instruções fornecidas.

Tem problemas? Clique aqui.

O Dia Nacional do Cão de Resgate é 20 de maio – e em homenagem à ocasião especial, a equipe de marido e mulher de SQuire Rushnell e Louise DuArt, cofundadores da como marcas Godwinks e baseado em Massachusetts, compartilhou uma história convincente de esperança pessoal e um grande coração de cachorro com a Fox News Digital.

Está entre as histórias incluídas em um próximo livro que o casal está escrevendo.

“Todos nós precisamos de mais luz. Precisamos de mais positividade. Nós precisamos família e féesperança e força – é disso que tratam essas histórias”, disse o casal à Fox News Digital em entrevista por telefone.

Futura mamãe da Flórida recebe a surpresa de sua própria mãe: ‘desejo realizado’

Eles também disseram sobre a história em questão: “Podemos ver por que este estava destinado a ser um filme familiar favorito na Netflix – começa com dois personagens principais de costas para a parede e termina com esperança”.

SQuire Rushnell é o Autor best-seller do New York Times de 12 livros de Godwinks, seis dos quais foram de coautoria da dupla.

SQuire Rushnell e Louise DuArt são cofundadores da marca de livros e filmes Godwinks e moram em Massachusetts. Eles compartilharam uma história de fé, determinação e resgate que mudou vidas com a Fox News Digital. (Foto de Gail Daman)

O casal é produtor executivo da popular série de filmes Hallmark “Godwink” e de seu primeiro filme da Netflix, “Resgatado por Ruby,” estreou como o filme familiar nº 1 da rede em todo o mundo – recentemente classificado como o melhor “filme sobre cães” de todos os tempos na Netflix.

Aqui, por arranjo especial, está a história de um policial e um cachorro incorrigível – ou assim todos pensavam.

Última chance par

O policial de Rhode Island, Dan O’Neil, que luta contra o transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) desde a infância, estava enfrentando sua última chance de entrar na unidade canina depois de ser rejeitado por sete anos consecutivos.

A cadela brincava no pátio do abrigo, alheia ao seu destino.

Ao mesmo tempo, uma cadela de resgate indisciplinada chamada Ruby – retornada por sete famílias adotivas diferentes e rotulada como “incontrolável”, além de ter “responsabilidade legal” escrita em seu registro por causa de problemas com beliscões – estava brincando de buscar. brincando no pátio do abrigo, alheio ao seu destino.

‘DOGWINKS’ SÃO O MELHOR AMIGO DO HOMEM, TRAZENDO O DIVINO PARA NOSSAS VIDAS COM ‘GODWINKS’

Em apenas duas horas, ela seria sacrificada.

Pat Inman, treinador do Providence Animal Shelter, estava desesperado para encontrar um lar para Ruby antes que o tempo acabasse. Ela havia esgotado seus apelos ao chefe para que lhe desse mais 24 horas.

O indisciplinado cão de resgate chamado Ruby foi devolvido por sete famílias adotivas diferentes e rotulado de “incontrolável”, além de ter “responsabilidade legal” anotada em seu registro por causa de problemas com beliscões. (Dan O’Neill)

Ela também implorou ao marido que a deixasse levar o cachorro para casa.

Mas ele colocou o pé no chão. “Chega de animais vadios, Pat†, ele disse a ela.

Inman ficou com o coração partido. Ela aprendeu a amar Ruby.

“Estamos todos em busca de esperança.”

Então, como essas coisas tendem a acontecer com o alinhamento divino na vida, o primeiro “Godwink” se desenrolou na 11ª hora.

“Godwink significa um evento que parece uma coincidência, mas você sabe que vem de uma origem divina”, Rushnell e DuArt disseram anteriormente à Fox News Digital. “Todos procuramos esperança e todos temos dúvidas… de que alguém esteja prestando atenção em nós.”

‘Ela poderia ser uma K-9?’

O policial estadual O’Neil entrou pela porta do abrigo de animais, perguntando se eles tinham algum pastor alemão, sabendo que a raça era curiosa e enérgica.

Inman disse que não, mas apresentou-o a Ruby, um inteligente cachorrinho pastor australiano/border collie.

O policial e Ruby trocaram olhares. Uma comunicação secreta estava acontecendo.

Ruby logo estava saindo do abrigo, apertando ainda mais a coleira do policial Dan, como ele era conhecido, enquanto a funcionária do abrigo prendia a respiração. (Dan O’Neil/RISP)

“Você acha que ela poderia ser um cachorro K-9?” O’Neil perguntou.

“Ela poderia ser qualquer coisa”, respondeu Inman, sentindo um vislumbre de esperança pela primeira vez.

Minutos depois, Ruby estava saindo do abrigo, esticando a gola do policial Dan, como era conhecido, enquanto Inman prendia a respiração e tentava reprimir as lágrimas de alegria.

“Ela não teve um lar estável durante os primeiros oito meses de sua vida e precisa desesperadamente de amor e estabilidade.”

Mas para quem pensava que o final feliz acabara de chegar e que tudo seria moleza – pense novamente.

BOMBEIRO DE NOVA IORQUE ADOTA CÃO QUE AJUDOU A RESGATE DEPOIS DE SER ATROPELADA POR UM CARRO: ‘EU ADORARIA LEVÁ-LA’

Os seis meses seguintes foram exaustivos para o policial Dan. Ruby, ao que parecia, era incorrigível.

“Ela está um desastre absoluto”, disse O’Neil à esposa, Melissa. “Ela não teve um lar estável durante os primeiros oito meses de sua vida e precisa desesperadamente de amor e estabilidade.”

Melissa O’Neil, firme como uma rocha, foi uma fonte constante de incentivo. E oração.

Oficial Dan O’Neil e Ruby – que se tornou chefe da Unidade K-9 da Polícia Estadual de Rhode Island. (Chris Roslan)

Um dia, a ficha caiu para Ruby. Ela aparentemente decidiu que ser cão de busca e resgate era um trabalho que ela gostava. Além disso, ela agora tinha um propósito.

Ela recebeu seu distintivo da Polícia Estadual – e daquele momento em diante, Ruby era a chefe da Unidade K-9 da Polícia Estadual de Rhode Island.

Como Pat Inman disse anteriormente: “Ela pode fazer qualquer coisa”.

‘Ouvimos Ruby latindo’

Avance vários anos. Era um outubro frio em Providence. As noites eram geladas.

Um menino ficou perdido na floresta perto de sua casa por 48 horas.

CÃO QUE SERVIU NOSSA NAÇÃO É REUNIDO COM SEU ANTIGO CONTROLADOR DA FORÇA AÉREA: ‘FOI UMA BÊNÇÃO’

As buscas da polícia local não tiveram sucesso.

Correndo e tentando acompanhar, o policial Dan encontrou Ruby no fundo de uma ravina.

Já anoitecia quando o oficial Dan e Ruby foram chamados para se juntar aos outros parceiros K-9 e iniciar a busca. Instantaneamente, Ruby disparou para a escuridão.

O policial Dan, correndo e tentando acompanhar, encontrou Ruby no fundo de uma ravina.

Ela estava encolhida, tentando aquecer um menino com graves lacerações na testa e pulso fraco.

Ruby lambeu o rosto do menino para abrir suas vias respiratórias, que estavam cheias de sangue, enquanto o policial Dan ligava pelo rádio para os outros socorristas. Ele lhes deu coordenadas GPS.

Ruby, um ex-cão de abrigo rejeitado por várias famílias, é mostrado usando um distintivo que diz: “Ruby: Polícia Estadual de Rhode Island K-9”. (Chris Roslan)

Mas logo comunicaram pelo rádio que as coordenadas não estavam funcionando porque estavam em uma ravina. Então o oficial Dan ordenou que Ruby latisse.

Uma voz soou no rádio: “Ouvimos Ruby. Continue latindo!

Em pouco tempo, o menino foi colocado em uma maca e levado de volta para uma ambulância que o aguardava.

O menino parecia estabilizado e estava a caminho do hospital.

Ruby se acomodou em seu assento na viatura policial do policial Dan e, à luz fraca dos faróis de sua caminhonete, o policial cumprimentou os pais que tinham vindo para agradecê-lo.

HOMEM DE ABRIGADO ANÔNIMO RESGATA FILHOTES ÓRFÃOS E DEIXA-OS NO ABRIGO: ‘RASGADO EM CORAÇÕES’

Ele informou que o filho parecia estabilizado e estava a caminho do hospital.

Em meio a lágrimas de gratidão, a mãe agradeceu sinceramente ao oficial Dan.

Então ela perguntou: “Policial, você já ouviu falar de um cachorro chamado Ruby?”

O oficial Dan fez uma pausa e disse: “Senhora, Ruby é minha parceira. Ela encontrou seu filho.

Pat Inman junto com Ruby, a ex-cadela de abrigo que mudou a vida de várias pessoas quando encontrou o propósito dado por Deus. (Dan O’Neil)

A mãe chorou novamente e disse: “Meu nome é Pat Inman. Trabalhei no abrigo e defendi Ruby – mas nunca soube o que aconteceu depois disso.

O oficial Dan semicerrou os olhos para ver o rosto dela na penumbra e finalmente a reconheceu.

“Oh meu Deus, sim. Isso significa que o cachorro que você salvou acabou de salvar seu filho!”

CÃO DE ABRIGO DO TEXAS SE TORNA POLÍCIA INCRÍVEL K-9 AO COMBATER A CRISE DO FENTANIL

Enquanto isso, Ruby estava entrando na caminhonete. Ela sentiu o cheiro de seu primeiro amor – Pat – de anos atrás. A dupla teve um reencontro alegre.

Efeito cascata de Ruby

Em março de 2022, o filme “Godwink” da Netflix baseado nesta história, “Rescued by Ruby”, estreou como o filme familiar nº 1 do mundo. Em seu primeiro aniversário, o filme alcançou mais de 100 milhões de telespectadores.

O Sargento Dan O’Neil, agora chefe de Operações K-9 no RISP, relatou que o número de jovens recrutas que dizem ter sido inspirados a se alistar nas academias de polícia por causa de “Resgatados por Ruby” é extraordinário. .

“Rescued by Ruby”, um filme da Netflix, estreou como o filme familiar nº 1 da rede em todo o mundo – atraindo mais de 100 milhões de espectadores nos primeiros 365 dias. Recentemente foi classificado como o melhor “filme de cachorro” de todos os tempos na Netflix. (Netflix)

Após o lançamento do filme, Ruby adorou a atenção das celebridades e foi homenageada de diversas maneiras. Ela ganhou um American Humane Hero Dog por Busca e Resgate – e semanas após a estreia do filme, ela e o sargento. Dan foi homenageado no Fenway Park no Dia de Abertura do Beisebol de 2022.

“Ela continuou a trabalhar diariamente como minha parceira K-9 da Polícia Estadual até o dia em que se formou no paraíso dos cães aos 11,5 anos de idade”, disse o sargento. Dan.

CLIQUE AQUI PARA OBTER O APLICATIVO FOX NEWS

“Ela nos mostrou que cada um de nós pode realizar grandes coisas, não importa onde comecemos na vida.”

A história de Ruby foi contada nacionalmente pela primeira vez no livro de SQuire Rushnell e Louise DuArt “Dogwinks: True Stories of Dogs and the Blessings They Bring”.

O livro deu origem ao filme da Netflix, “Rescued by Ruby”.

CLIQUE AQUI PARA ASSINAR NOSSA NEWSLETTER DE ESTILO DE VIDA

DuArt foi quem defendeu que Ruby fosse interpretada por outro cão de resgate.

Os treinadores estavam hesitantes. Esta foi uma tarefa difícil.

O ator Grant Gustin, extrema direita, como sargento. Dan, junto com Bear como Ruby. SQuire Rushnell e Louise DuArt, produtores executivos do filme, estão à esquerda. (SQuire Rushnell)

Mas através de um alinhamento mais divino, eles encontraram Bear – que, assim como Ruby, estava em um abrigo e programado para a eutanásia.

Bear se tornou a estrela do filme junto com Grant Gustin, que interpretou o soldado Dan.

Qualquer pessoa pode aprender mais sobre os projetos Godwinks em www.godwinks.com.

Maureen Mackey, da Fox News Digital, assim como Frank Miles, contribuíram com reportagens.

Para mais artigos sobre estilo de vida, visite www.foxnews.com/lifestyle.