Inglês

Os cabos de Internet pertencentes a quatro grandes redes de telecomunicações foram danificados no Mar Vermelho, causando perturbações “significativas” nas redes de comunicações do Médio Oriente, segundo a empresa de telecomunicações de Hong Kong HGC Global Communications.

A HGC estima que 25% do tráfego entre a Ásia e a Europa, bem como o Oriente Médio, foi afetado, informou em comunicado nesta segunda-feira (4).

A empresa disse que está redirecionando o tráfego para minimizar interrupções para os clientes e também “estendendo a assistência às empresas afetadas”.

O HGC não informou como os cabos foram danificados ou quem foi o responsável.

A destruição ocorre semanas depois de o governo iemenita ter alertado sobre a possibilidade de um ataque aos cabos por rebeldes Houthi apoiados pelo Irão, que interrompeu as cadeias de abastecimento globais ao atacar navios comerciais no Mar Vermelho.

Relatórios da semana passada do meio de comunicação israelense Globes sugeriram que os Houthis estavam por trás dos danos aos cabos.

O líder rebelde iemenita Abdel Malek al-Houthi negou as acusações. “Não temos intenção de atingir os cabos marítimos que fornecem Internet aos países da região”, disse ele.

Entre as redes afetadas está o Europe India Gateway, que se estende por 15.000 km entre a Europa, o Médio Oriente e a Índia.

Ásia-África-Europa, um sistema de cabos de 25 mil km que liga o Sudeste Asiático à Europa através do Egito, também foi danificado.

*Com informações de Wayne Chang, Celine Alkhaldi e Alex Stambaugh da CNN International

Fonte