Paco González elogia o comportamento do Valência na busca da paz em Mestalla

Valência e Real Madrid voltaram a encontrar-se em Mestalla, numa partida que marcou o regresso de Vinicius ao feudo valenciano. Na temporada passada o futebolista brasileiro sofreu um episódio de cantos racistas e chegou a confrontar um dos fundos para apontar os culpados. O próprio jogador, no final da partida, veio cobrar a imobilidade da LaLiga e vimos Carlo Ancelotti muito chateado na conferência de imprensa.

Vinicius enfrenta a arquibancada do Mestalla após receber insultos racistas.EFE

O pior primeiro tempo do Real Madrid em toda a temporada e dois erros defensivos da equipe merengue dão ao Valencia uma vantagem de um gol no primeiro tempo.

O time ‘ché’ finalmente agiu com força e tomou a firme decisão de expulsar os torcedores que fizeram gestos racistas contra Vinicius naquela partida.

Chegada sem incidentes do Real Madrid ao Mestalla

Vinicius voltou ao Mestalla neste sábado e foi recebido com vaias, mas sem incidentes. O atacante do Real Madrid estava de volta há nove meses depois de sofrer insultos e gritos racistas, e a preparação para a partida parecia muito tensa.

O jogador brasileiro, à chegada do clube branco à capital da Comunidade Valenciana, era um dos mais aclamados pelos adeptos madridistas. Mas em Mestalla esses aplausos transformaram-se em vaias e assobios contra ele. O autocarro do Real Madrid chegou ao estádio pela porta das traseiras para evitar qualquer tipo de incidente, nomeadamente na rua Joan Reglà, situada num dos lados do campo do Valência.



Fuente