Jacob Daniel Hartman, da Corona, é mostrado nesta foto sem data fornecida pelo Departamento de Polícia de Riverside.

Um homem que trabalhava como enfermeiro em um hospital em Riverside foi preso após acusações de ter abusado sexualmente de uma mulher sob seus cuidados.

Jacob Daniel Hartman, 27, de Corona, foi preso na quarta-feira e agora as autoridades procuram mais vítimas.

Hartman tornou-se objeto de uma investigação policial depois que uma mulher relatou que foi abusada sexualmente por uma enfermeira no Hospital Kaiser Permanente em Riverside, onde recebeu tratamento por vários dias em meados de janeiro.

Jacob Daniel Hartman, da Corona, é mostrado nesta foto sem data fornecida pelo Departamento de Polícia de Riverside.

De acordo com um comunicado à imprensa do Departamento de Polícia de Riverside, Hartman enfrenta acusações relacionadas a agressão sexual, incluindo agressão sexual a uma pessoa inconsciente.

Um porta-voz do hospital disse que Hartman não trabalha mais lá.

“Na Kaiser Permanente, cuidados seguros e de alta qualidade são sempre as nossas principais prioridades”, diz o comunicado. “Assim que soubemos desta grave acusação, cooperamos imediatamente com as autoridades e iniciamos uma investigação interna.”

Hartman foi preso no Centro de Detenção Robert Presley em Riverside e desde então foi libertado após pagar fiança de US$ 55.000.

Investigadores da Unidade de Violência Sexual – Abuso Infantil do Departamento de Polícia de Riverside acreditam que pode haver vítimas adicionais que ainda não se manifestaram.

Qualquer pessoa com informações é convidada a entrar em contato Detetive Daniel Suárez por e-mail ou ligando para 951-353-7120.

Fuente