A linguiça é nossa: Blumenau recebe registro de Indicação Geográfica

Na semana passada, o INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) concedeu o registro de Indicação Geográfica (IG) à Linguiça Blumenau, produzida na cidade catarinense homônima.

A partir de agora, isso quer dizer que a linguiça produzida nesse município do Vale do Itajaí carrega “características do seu local de origem, reputação, valor e identidade próprias”, diferenciando-se assim de seus similares disponíveis no mercado.

O processo de reconhecimento da IG Linguiça Blumenau, conduzido pelo Sebrae/SC, teve início em 2019, quando empreendedores locais se interessaram pelo tema e perceberam a importância da proteção e da valorização de uma receita regional.

foto: Divulgação

LEIA TAMBÉM: “10 praias imperdíveis em Florianópolis”

“Ter o registro de IG reforça a identidade e o vínculo do produto com o território, que faz parte da história e do dia a dia da comunidade do Vale e Alto Vale catarinenses”, explicou Alan Claumann, gerente de Desenvolvimento Territorial do Sebrae/SC.

Assim como Claumann também contou, em nota enviada ao Viagem em Pautao título beneficia produtores e empreendedores de vários segmentos dessas região que abriga 16 municípios do estado, como o turismo e a gastronomia.

Além da ALBLU (Associação das Indústrias Produtoras de Linguiça Blumenau) e do Sebrae/SC, também estiveram envolvidas no processo de registro a Cidasc (Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina), a Secretaria de Estado da Agricultura e as prefeituras de Blumenau, Gaspar, Indaial, Pomerode e Timbó.

VEJA TAMBÉM: “De SP a Belém: passagens rodoviárias mais procuradas pelos brasileiros”

Fuente