Thiago Brennand em audiência no CDP de Pinheiros


São Paulo – A Justiça de São Paulo condenou, nessa quarta-feira (17/1), o empresário Thiago Brennand, de 42 anos, a 8 anos de prisão, em regime fechado, por estuprar uma mulher.

Essa é a terceira vez que Brennand é considerado culpado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) – foram duas sentenças por estupro e outra por agredir uma mulher na academia. Acumuladas, as penas já somam mais de 20 anos de cadeia.

A condenação mais recente foi proferida pela juíza Raisa Alcântara Cruvinel Schneider, da 2ª Vara de Porto Feliz, no interior paulista. Na decisão, a magistrada também determinou que o empresário pague R$ 50 mil de indenização. Ainda cabe recurso da sentença.

“Já deveria estar acostumado com as dificuldades em se buscar justiça nos casos midiáticos, mas é sempre triste constatar que certas coisas ainda não mudaram. Tenho certeza de que, nos tribunais, as provas terão mais valor do que as manchetes”, afirmou o advogado Roberto Podval, ao Metrópoles, que defende Brennand.

Ao todo, o empresário é alvo de nove processos criminais, dos quais três já tiveram sentença e dois foram encerrados após acordo. Ele foi denunciado por crimes sexuais, lesão corporal, cárcere privado e corrupção de menor.


0

Outras condenações

A primeira condenação de Brennand aconteceu em outubro de 2023. Ele foi considerado culpado por estuprar uma norte-americana, em julho de 2021, e pegou 10 anos e seis meses de cadeia.

A vítima diz ter sido forçada pelo empresário a praticar sexo anal na casa dele, em Porto Feliz, onde ele tem uma mansão. Também afirma que, durante o relacionamento, foi xingada e ameaçada.

Ainda naquele mês, Brennand pegou mais um ano e oito meses de prisão, em regime semiaberto, por agredir a modelo Helena Gomes em uma academia de luxo, no Shopping Iguatemi, na zona oeste da capital paulista.


0

Imagens das câmeras internas mostram o empresário batendo no tórax da mulher, puxando seus cabelos e cuspindo em seu rosto. A agressão ocorreu em agosto de 2022 e foi responsável por trazer à tona uma série de denúncias contra o empresário.





Fonte