Imagem interna da galeria de arte de Brent Sikkema em Nova York


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse nesta quinta-feira (18) que a ideia de criar um Estado palestino entraria em conflito com a segurança de Israel.

“Em qualquer acordo futuro… Israel precisa do controle de segurança de todo o território a oeste da Jordânia. Isto entra em conflito com a ideia de soberania (palestina). O que você pode fazer?”, disse o prêmie.

A declaração aconteceu em uma entrevista coletiva em Tel Aviv, após ser questionado sobre relatos de que teria dito a autoridades americanas que se opunha à ideia da soberania palestina.

Muitos países, incluindo os Estados Unidos, pediram a criação de um Estado palestino.

“Este conflito não é sobre a ausência de um Estado (palestino), mas sobre a existência de um Estado, o Estado judeu”, afirmou Netanyahu.

O primeiro-ministro destacou na coletiva que os políticos israelenses que pedem sua demissão estão essencialmente pedindo a criação de um Estado palestino.

“Aqueles que falam sobre o dia seguinte a Netanyahu estão, na verdade, falando sobre o estabelecimento de um Estado palestino”, alegou.

“Um primeiro-ministro israelense precisa de ser ‘capaz de dizer não aos nossos amigos’”, acrescentou.



Fonte